%PM, %28 %950 %2018 %21:%Jan

Switch off em SP foi o maior da era da TV digital no Brasil

Written by Fórum SBTVD

Nota29.01

No dia 17 de janeiro, 141 cidades do Interior de São Paulo tiveram o sinal de TV analógico desligado para dar lugar à tecnologia digital. A ação é considerada uma das mais desafiadoras desde o início dos desligamentos no Brasil, pois além de abranger muitas cidades, o interior paulista é responsável por mais de 800 canais abertos. 

A mudança vem para garantir à população mais qualidade de imagem e maior alcance de canais. Além disso, a expectativa é que recursos como LIBRAS, closed caption, audiodescrição e tecnologias como o EWBS (Emergency Warning Broadcast System) estejam disponíveis já nos próximos anos. “Não se trata apenas de qualidade de transmissão. A chegada da TV digital abre um grande leque de possibilidades para o futuro da TV no Brasil”, afirma o presidente do Fórum do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre, José Marcelo. O Fórum SBTVD é um dos principais responsáveis pela normatização e regulamentação da TV digital no país desde 2007.

Apesar da alteração de sinais, a população não sentirá tanta diferença ao realizar as buscas pelos canais abertos, pois eles permanecem com a mesma numeração. “Passamos um longo tempo negociando a normatização dos canais virtuais. Isso garante que os usuários tenham melhor experiência ao desfrutar da TV digital, pois poderão sintonizar a mesma numeração e acessar os mesmos canais”, lembra José Marcelo.

Uma das exigências para que haja o desligamento é que, pelo menos, 93% dos televisores na região estejam preparados para receber o novo sinal. Os aparelhos que não possuírem conversor embutido poderão receber o sinal digital por meio de uma antena externa e da instalação de um conversor digital. Hoje 184 municípios já possuem cobertura totalmente digital. A previsão é que o Brasil encerre o processo de switch off até o fim deste ano.

Confira abaixo as cidades do interior de São Paulo que iniciaram o desligamento da TV analógica:

 

Região de Campinas:

Campinas, Aguaí, Águas da Prata, Águas de São Pedro, Alumínio, Americana, Amparo, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Araras, Artur Nogueira, Boituva, Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Capela do Alto, Capivari, Cerquilho, Charqueada, Conchal, Cordeirópolis, Cosmópolis, Elias Fausto, Engenheiro Coelho, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Iperó, Ipeúna, Iracemápolis, Itapira, Itatiba, Itobi, Itu, Itupeva, Jaguariúna, Jarinu, Jumirim, Jundiaí, Leme, Limeira, Louveiram, Mairinque, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Mombuca, Monte Mor, Nova Rafard, Rio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Salto, Salto de Pirapora, Santa Bárbara D'Oeste, Santa Cruz da Conceição, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra, Santa Rita do Passa Quatro, Santo Antonio da Posse, São João da Boa Vista, São Pedro, São Roque, Serra Negra, Socorro, Sorocaba, Sumaré, Tambaú, Tapiraí, Tatuí, Tietê, Torrinha, Valinhos, Vargem Grande do Sul, Várzea Paulista, Vinhedo e Votorantim.

 

Região de Franca:

Franca, Aramina, Barretos, Batatais, Buritizal, Colina, Colômbia, Cristais Paulista, Guaíra, Guará, Igarapava, Ipuã, Itirapuã, Ituverava, Jaborandi, Jeriquara, Miguelópolis, Nuporanga, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, Rifaina, São Joaquim da Barra e São José da Bela Vista.

 

Região de Ribeirão Preto:

Ribeirão Preto, Altinópolis, Barrinha, Brodowski, Cravinhos, Jaboticabal, Jardinópolis, Luís Antônio, Morro Agudo, Orlândia, Pitangueiras, Pontal, Sales Oliveira, Santa Cruz da Esperança, Santo Antônio da Alegria, São Simão, Serra Azul, Serrana, Sertãozinho e Taquaral.

 

Região do Vale do Paraíba:

Aparecida, Atibaia, Bragança Paulista, Caçapava, Cachoeira Paulista, Campos do Jordão, Canas, Cruzeiro, Guaratinguetá, Igaratá, Jacareí, Lorena, Pindamonhangaba, Piquete, Potim, Roseira, São José dos Campos, Taubaté e Tremembé.