Nota08.01

 

Engenheiro Coelho, Estiva Gerbi e Mombuca, cidades da área de cobertura da EPTV Campinas-SP, vão passar a receber pela primeira vez o sinal digital da emissora nos próximos dias. A alteração será possível pela ativação de novos retransmissores em cada um dos municípios.

Para usufruir da nova tecnologia, os moradores das três cidades precisam ficar atentos à localização dos equipamentos para direcionar a posição das antenas externas para ele.

O sinal analógico será desligado na região no dia 17 de janeiro. “Com o desligamento, vamos colocar em operação novos transmissores em algumas cidades que não contavam com o sinal digital. Então, os telespectadores dessas cidades precisam apontar as suas antenas para as torres de transmissão, para poder receber o sinal digital da EPTV, e aproveitar todo o recurso que a gente transmite", explica Giulio Breviglieri, gerente de Operações e Manutenção da emissora.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota20.12 2

 

O sinal analógico de TV da cidade de Santos será desligado nesta quarta-feira, 20 de dezembro, às 23h59. As pesquisas feitas pelo Ibope confirmaram que mais de 90% das residências da cidade estão aptas a receber o sinal digital de TV.

As regiões de Campinas e Vale do Paraíba, que iriam acompanhar a data de Santos tiveram o seu processo adiado e o desligamento está previsto para o dia 17 de janeiro.

Já nas cidades de Ribeirão Preto e Franca, o desligamento da TV analógica foi remarcado para o dia 31 de janeiro, assim como as regiões metropolitanas de Florianópolis, Porto Alegre e Curitiba.

Em Bauru, São José do Rio Preto e Presidente Prudente, cidades também pertencentes ao Estado de São Paulo, o desligamento só ocorrerá em 28 de março de 2018.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota18.12

 

O desligamento do sinal analógico de TV já tem data marcada para acontecer em Curitiba e outros 26 municípios da região, incluindo Ponta Grossa e Guaratuba, no litoral. Será à meia-noite do dia 31 de janeiro de 2018. Juarez Quadros, presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), esteve na capital paranaense para fazer a entrega simbólica do kit gratuito de conversão para o sinal digital de TV de número 225 mil.

Os kits gratuitos estão sendo distribuídos às famílias beneficiárias de programas sociais do Governo Federal. Nos 27 municípios paranaenses que terão o sinal desligado nesta primeira fase, são 369 mil kits do tipo, dos quais 225 mil, ou 60,9% do total, já foram entregues.

Para que o sinal analógico seja desativado, é preciso que 93% de todos os domicílios da região afetada esteja recebendo o sinal digital na data prevista para o desligamento. Em Curitiba e região, a primeira verificação de campo desse dado foi antecipada — normalmente, ela ocorre faltando 60 dias para o desligamento, mas desta vez foi feita com 90 dias de antecedência.

Na verificação, foi detectado que 83% dos domicílios já estavam recebendo o sinal digital. A essa altura, com menos de 50 dias para 31 de janeiro de 2018, o prognóstico é bastante positivo, na avaliação de Quadros. “É provável que já esteja em ou tenha passado dos 90%”, disse.

O presidente da Anatel lembrou da importância de efetivamente instalar e ligar o equipamento após sua retirada. “O importante é não só receber o equipamento, mas ligá-lo. Em outros lugares onde já houve o desligamento, as pessoas recebiam o equipamento, mas retardavam a ligação”.

O alcance mínimo para viabilizar o desligamento do sinal analógico é universal, ou seja, aqueles 93% com recebimento do sinal digital não se restringe a quem recebe o kit gratuito do Governo, mas a toda a população.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota13.12

A população de mais 18 municípios gaúchos (confira abaixo) foi incluída na lista de beneficiados do Governo Federal para retirada gratuita do kit de TV digital (composto por receptor, antena e controle remoto).

O equipamento permitirá que mais de 480 mil famílias continuem assistindo TV em seus aparelhos antigos após o desligamento do sinal analógico no estado do Rio Grande do Sul, agendado para 31 de janeiro de 2018.

Com essa inclusão, a programação dos canais abertos será transmitida apenas pelo sinal digital, inicialmente, para 107 municípios do Estado. Em todo o Rio Grande do Sul, o processo será concluído até dezembro de 2023. 

Para saber quem tem direito ao kit gratuito, a população dessas cidades deve ligar gratuitamente para o número 147 ou acessar este site com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos.

Se o nome estiver na lista, basta realizar o agendamento para retirada do kit gratuito. Cada família pode escolher o ponto de entrega mais próximo da residência, bem como a melhor data e horário para buscar os equipamentos. Nesses pontos, os beneficiários também recebem orientação técnica sobre a instalação da antena digital e conversor.

 

Confira os municípios incluídos no desligamento:

Bom Princípio

Capitão

Cotiporã

Cruzeiro do Sul

Ipê

Lindolfo Collor

Maratá

Mato Leitão

Minas do Leão

Nova Hartz

Nova Pádua

Pouso Novo

Salvador do Sul

Santa Clara do Sul

São Pedro da Serra

São Valentim do Sul

São Vendelino

Sentinela do Sul

Publicado em NOTÍCIAS

Nota22.11

 

O sinal analógico de TV foi desligado às 23h59 desta quarta-feira (dia 22) em 19 cidades do estado do Rio de Janeiro. Agora, só é possível assistir à programação da TV aberta por meio do sinal digital. De acordo com pesquisa divulgada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), 96% da população desta região continuará assistindo TV mesmo após o desligamento do sinal analógico.

Além da capital, os consumidores de outros 18 municípios passaram a contar apenas com o sinal digital. Com a mudança, a transmissão de canais da TV aberta no Brasil é realizada com melhor qualidade e mais estabilidade, sem chuviscos, ruídos, chiados e interferências.

Quem ainda não se preparou para a mudança pode adquirir conversores nas principais redes varejistas Já as famílias de baixa renda cadastradas em programas sociais do Governo Federal podem garantir seus kits gratuitamente. Basta agenda um atendimento pelo telefone 147 ou pelo site www.sejadigital.com.br.

O diretor da TV Globo no Rio de Janeiro, André Dias, explica que apesar de o sinal analógico ter sido desligado nesta quarta, ainda há tempo de adquirir o kit digital. “Quem não tiver o kit, aparecerá na tela da TV um aviso de que a transmissão foi interrompida. Mas as pessoas ainda podem ligar para o 147 e retirar o seu kit. A maioria já retirou. No fim de semana haverá um saldão. O importante é ninguém ficar sem ver TV”.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota20.11

 

A poucos dias do desligamento do sinal analógico de TV na região do Rio de Janeiro, agendado para o dia 22 de novembro, foram distribuídos mais de 83 mil kits gratuitos para famílias de baixa renda da cidade de Nova Iguaçu. Há ainda mais de 11 mil kits para serem distribuídos no município.

O kit gratuito contém antena, conversor e controle remoto, e permite que televisores mais antigos exibam a programação da TV aberta transmitida pelo sinal digital.

Vale lembrar que os televisores de tubo ou de tela plana fabricados até 2010 precisam de um conversor para receber o sinal digital. Se sua TV já possui conversor embutido, basta conferir se sua antena é digital. O processo é simples. O mais indicado é instalar sua antena no telhado de casa. Depois, conecte o conversor à sua TV e faça a busca dos canais.

Para saber se tem direito ao kit, a população deve ligar gratuitamente para o número 147 com NIS (Número de Identificação Social) em mãos ou acessar o portal da Seja Digital, no www.sejadigital.org.br.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota13.11

 

O sinal analógico de televisão começou a ser desligado hoje (8) em Belo Horizonte e em mais 38 cidades de Minas Gerais. O processo de desligamento nesses municípios será finalizado em 22 de novembro.

Pesquisa do início deste mês apontava que 89,25% dos domicílios dos 39 municípios mineiros incluídos na etapa de desligamento do sinal analógico já estão preparados para receber o sinal digital. O percentual é um pouco abaixo dos 90% definidos por portaria do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para que as transmissões analógicas sejam encerradas.

De acordo com o ministério, cerca de 5,5 milhões de pessoas migrarão do sinal analógico para o digital nas 39 cidades mineiras. Além da capital Belo Horizonte, também terão o sinal de TV analógico desligado os municípios de Araçaí, Baldim, Betim, Brumadinho, Cachoeira da Prata, Caeté, Capim Branco, Confins, Contagem, Esmeraldas, Florestal, Fortuna de Minas, Funilândia, Ibirité, Igarapé, Inhaúma, Itaúna, Jequitibá, Juatuba, Lagoa Santa, Mário Campos, Mateus Leme, Matozinhos, Nova Lima, Pedro Leopoldo, Prudente de Morais, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Sabará, Santa Luzia, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa, São José da Varginha, Sarzedo, Sete Lagoas, Taquaraçu de Minas e Vespasiano.

Ao todo, segundo o MCTIC, foram distribuídos 352 mil kits de conversores digitais nas 39 cidades de Minas, para as famílias beneficiárias de programas sociais do Governo Federal.

Conforme dados do Gired, até  22 de novembro, a implantação do Sistema Brasileiro de TV Digital vai abranger 193 municípios e beneficiar mais de 60 milhões de pessoas. Desde o início do processo, o sinal analógico já foi desligado em Rio Verde (GO); Brasília e nove cidades do entorno do Distrito Federal; São Paulo e 38 cidades do estado; Goiânia e mais 28 municípios de Goiás; Recife e outras 13 cidades de Pernambuco; Salvador e mais 19 cidades da Bahia; Fortaleza e outras 14 cidades do Ceará; Vitória e mais seis cidades do Espírito Santo.

Pelo cronograma, em 29 de novembro será a vez de Campinas (SP) e mais 84 cidades próximas; Franca (SP) e outros 24 municípios da região; Ribeirão Preto (SP) e mais 19 cidades; Santos (SP) e outras oito cidades; e mais 19 cidades do Vale do Paraíba, também no estado de São Paulo.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota24.10

 

O Governo Federal decidiu ampliar o prazo para o desligamento do sinal analógico de TV no Rio de Janeiro e em mais 18 municípios do estado. A transição para o sistema digital vai começar nesta quarta-feira (25) e se estende até 22 de novembro, quando o sinal passará a ser a única opção para assistir aos canais da TV aberta. As emissoras de televisão podem desligar o sinal analógico a qualquer momento a partir de quarta.

Levantamento do Governo realizado no Rio de Janeiro e cidades do entorno apontou que o índice de domicílios preparados para receber o sinal digital é de 87%. Para ocorrer o desligamento, o percentual mínimo exigido é de 90%, conforme portaria do Ministério das Comunicações. Por essa razão, foi decidido pelo desligamento gradual do sinal analógico na região, que antes estava previsto para ocorrer de uma só vez.

Além da capital, o grupo de cidades do Rio de Janeiro inclui Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá. Em todas essas cidades, a população atingida soma 12,4 milhões de pessoas.

Será feita uma nova pesquisa no Rio de Janeiro antes da data final para concluir o desligamento. O objetivo é confirmar o alcance do sinal digital entre os domicílios das cidades. Com o desligamento do sinal analógico da TV aberta, a programação das emissoras fica disponível somente no formato digital, mas os canais abertos devem apresentar na tela, durante 30 dias, cartelas informativas ao telespectador sobre a mudança.

O serviço de TV digital será oferecido gratuitamente, mas as pessoas que têm televisores de tubo ou de tela plana fabricados antes de 2010 deverão instalar uma antena digital e um conversor para poderem assistir à programação.

As famílias inscritas em programas sociais do Governo, como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e Tarifa Social de Energia Elétrica, têm direito ao recebimento de kit gratuito com antena, conversor e controle remoto. No total, mais de 700 kits já foram entregues e há cerca de 550 mil ainda disponíveis.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota19.09

 

Dados divulgados pela entidade Seja Digital apontam que chega a 84% o índice de digitalização das casas na capital do Rio de Janeiro e 64% nos municípios do entorno, que terão desligado o sinal analógico no dia 25 de outubro.

De acordo com o presidente da instituição, Antônio Carlos Martelletto, a capital representa 54% do total de domicílios da região. Em Vitória, no Espírito Santo, o índice de digitalização alcança 85% e, no entorno, 69%.

Na avaliação de Martelletto, os números são "muito bons" e devem crescer rapidamente porque a distribuição de kits aumentou nas últimas semanas. “Tem uma influência muito grande na população de menor renda, que é o público afetado pela distribuição de kits”. 

A pesquisa foi realizada no Rio de Janeiro entre os dias 5 e 21 de agosto, com 2.877 pessoas na capital e em mais 18 cidades do entorno que também terão o sinal analógico desligado: Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá.

Em Vitória, a pesquisa foi realizada entre 8 e 21 de agosto e abrangeu 1.078 entrevistados na capital do Espírito Santo e 1.358 no entorno, incluindo Cariacica, Fundão, Guarapari, Serra, Viana e Vila Velha.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota09.08

 

As prefeituras de Campinas/SP e de outras cidades da região assinaram neste dia 7 de agosto um termo de compromisso para a consolidação da TV digital. O processo de substituição está marcado para 29 de novembro e as famílias que estão em situação de vulnerabilidade social receberão aproximadamente 200 mil kits digitais (contendo conversor, antena e controle remoto) para que sejam instalados em equipamentos antigos.

A distribuição será realizada por meio de agendamento pelo telefone 147 ou site. Em Campinas, as famílias também devem ser orientadas por folhetos distribuídos em espaços públicos e as atividades serão apoiadas por funcionários da administração municipal que atuam nas áreas da saúde, educação, assistência social e segurança alimentar.

O termo de compromisso também foi assinado pelos prefeitos de Hortolândia, Itatiba, Monte Mor, Santa Bárbara d'Oeste e Valinhos. Indaiatuba já havia aderido e, segundo a Seja Digital, Paulínia e Sumaré devem fazer as assinaturas nos próximos dias.

Os agendamentos para retirada dos kits, incluindo dia e local, devem começar nas próximas semanas. O único município da região que permanecerá com TV analógica em novembro é Morungaba. “A Região Metropolitana de Campinas vai estar totalmente digital, com exceção de Morungaba, que está ligada a outra rede de TV. Então vai ficar pra um outro momento o desligamento”, destacou o presidente da Seja Digital, Antonio Carlos Martelletto.

Publicado em NOTÍCIAS
Página 1 de 7