Nota22.11

 

O sinal analógico de TV foi desligado às 23h59 desta quarta-feira (dia 22) em 19 cidades do estado do Rio de Janeiro. Agora, só é possível assistir à programação da TV aberta por meio do sinal digital. De acordo com pesquisa divulgada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), 96% da população desta região continuará assistindo TV mesmo após o desligamento do sinal analógico.

Além da capital, os consumidores de outros 18 municípios passaram a contar apenas com o sinal digital. Com a mudança, a transmissão de canais da TV aberta no Brasil é realizada com melhor qualidade e mais estabilidade, sem chuviscos, ruídos, chiados e interferências.

Quem ainda não se preparou para a mudança pode adquirir conversores nas principais redes varejistas Já as famílias de baixa renda cadastradas em programas sociais do Governo Federal podem garantir seus kits gratuitamente. Basta agenda um atendimento pelo telefone 147 ou pelo site www.sejadigital.com.br.

O diretor da TV Globo no Rio de Janeiro, André Dias, explica que apesar de o sinal analógico ter sido desligado nesta quarta, ainda há tempo de adquirir o kit digital. “Quem não tiver o kit, aparecerá na tela da TV um aviso de que a transmissão foi interrompida. Mas as pessoas ainda podem ligar para o 147 e retirar o seu kit. A maioria já retirou. No fim de semana haverá um saldão. O importante é ninguém ficar sem ver TV”.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota20.11

 

A poucos dias do desligamento do sinal analógico de TV na região do Rio de Janeiro, agendado para o dia 22 de novembro, foram distribuídos mais de 83 mil kits gratuitos para famílias de baixa renda da cidade de Nova Iguaçu. Há ainda mais de 11 mil kits para serem distribuídos no município.

O kit gratuito contém antena, conversor e controle remoto, e permite que televisores mais antigos exibam a programação da TV aberta transmitida pelo sinal digital.

Vale lembrar que os televisores de tubo ou de tela plana fabricados até 2010 precisam de um conversor para receber o sinal digital. Se sua TV já possui conversor embutido, basta conferir se sua antena é digital. O processo é simples. O mais indicado é instalar sua antena no telhado de casa. Depois, conecte o conversor à sua TV e faça a busca dos canais.

Para saber se tem direito ao kit, a população deve ligar gratuitamente para o número 147 com NIS (Número de Identificação Social) em mãos ou acessar o portal da Seja Digital, no www.sejadigital.org.br.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota13.11

 

O sinal analógico de televisão começou a ser desligado hoje (8) em Belo Horizonte e em mais 38 cidades de Minas Gerais. O processo de desligamento nesses municípios será finalizado em 22 de novembro.

Pesquisa do início deste mês apontava que 89,25% dos domicílios dos 39 municípios mineiros incluídos na etapa de desligamento do sinal analógico já estão preparados para receber o sinal digital. O percentual é um pouco abaixo dos 90% definidos por portaria do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para que as transmissões analógicas sejam encerradas.

De acordo com o ministério, cerca de 5,5 milhões de pessoas migrarão do sinal analógico para o digital nas 39 cidades mineiras. Além da capital Belo Horizonte, também terão o sinal de TV analógico desligado os municípios de Araçaí, Baldim, Betim, Brumadinho, Cachoeira da Prata, Caeté, Capim Branco, Confins, Contagem, Esmeraldas, Florestal, Fortuna de Minas, Funilândia, Ibirité, Igarapé, Inhaúma, Itaúna, Jequitibá, Juatuba, Lagoa Santa, Mário Campos, Mateus Leme, Matozinhos, Nova Lima, Pedro Leopoldo, Prudente de Morais, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Sabará, Santa Luzia, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa, São José da Varginha, Sarzedo, Sete Lagoas, Taquaraçu de Minas e Vespasiano.

Ao todo, segundo o MCTIC, foram distribuídos 352 mil kits de conversores digitais nas 39 cidades de Minas, para as famílias beneficiárias de programas sociais do Governo Federal.

Conforme dados do Gired, até  22 de novembro, a implantação do Sistema Brasileiro de TV Digital vai abranger 193 municípios e beneficiar mais de 60 milhões de pessoas. Desde o início do processo, o sinal analógico já foi desligado em Rio Verde (GO); Brasília e nove cidades do entorno do Distrito Federal; São Paulo e 38 cidades do estado; Goiânia e mais 28 municípios de Goiás; Recife e outras 13 cidades de Pernambuco; Salvador e mais 19 cidades da Bahia; Fortaleza e outras 14 cidades do Ceará; Vitória e mais seis cidades do Espírito Santo.

Pelo cronograma, em 29 de novembro será a vez de Campinas (SP) e mais 84 cidades próximas; Franca (SP) e outros 24 municípios da região; Ribeirão Preto (SP) e mais 19 cidades; Santos (SP) e outras oito cidades; e mais 19 cidades do Vale do Paraíba, também no estado de São Paulo.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota27.10

 

Os moradores de Petrópolis/RJ cadastrados em programas sociais do Governo Federal têm até hoje (27) para fazer a solicitação da retirada dos kits digitais, gratuitamente, nos Centros de Referência de Asistência Social (Cras). A retirada será realizada no dia 11 de novembro.

A expectativa, segundo a Prefeitura, é que 22.197 kits com antena, conversor digital e controle remoto sejam distribuídos no município. Até o momento, 17.382 kits foram entregues às famílias que possuem o Número de Identificação Social (NIS) por receberem benefícios, como Bolsa Família, Tarifa Social de Energia Elétrica, Minha Casa Minha Vida, entre outros, e com renda mensal de até três salários mínimos.

A representante do Seja Digital, que orienta os usuários do Cras Centro, Juliana Oliveira, explica que o agendamento é feito de duas formas: aos usuários com Cadúnico e àqueles que ainda não fizeram o cadastro único para programas sociais.

“Quem tem Cadúnico, automaticamente, fornece o número do NIS e nós já conseguimos realizar o agendamento. Mas aqueles que estão com o cadastro recente precisam preencher uma ficha, que é encaminhada ao Seja Digital, para avaliação e lá a equipe da organização entra em contato com o usuário para a retirada do kit. O movimento nestas semanas é de cadastros recentes, então estamos orientando a população a vir o quanto antes realizar o cadastro, pois é um processo que pode demorar alguns dias para a retirada do kit”, alerta Juliana.

O cadastro deve ser feito por meio de um formulário na internet ou pelo telefone 147.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota24.10

 

O Governo Federal decidiu ampliar o prazo para o desligamento do sinal analógico de TV no Rio de Janeiro e em mais 18 municípios do estado. A transição para o sistema digital vai começar nesta quarta-feira (25) e se estende até 22 de novembro, quando o sinal passará a ser a única opção para assistir aos canais da TV aberta. As emissoras de televisão podem desligar o sinal analógico a qualquer momento a partir de quarta.

Levantamento do Governo realizado no Rio de Janeiro e cidades do entorno apontou que o índice de domicílios preparados para receber o sinal digital é de 87%. Para ocorrer o desligamento, o percentual mínimo exigido é de 90%, conforme portaria do Ministério das Comunicações. Por essa razão, foi decidido pelo desligamento gradual do sinal analógico na região, que antes estava previsto para ocorrer de uma só vez.

Além da capital, o grupo de cidades do Rio de Janeiro inclui Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá. Em todas essas cidades, a população atingida soma 12,4 milhões de pessoas.

Será feita uma nova pesquisa no Rio de Janeiro antes da data final para concluir o desligamento. O objetivo é confirmar o alcance do sinal digital entre os domicílios das cidades. Com o desligamento do sinal analógico da TV aberta, a programação das emissoras fica disponível somente no formato digital, mas os canais abertos devem apresentar na tela, durante 30 dias, cartelas informativas ao telespectador sobre a mudança.

O serviço de TV digital será oferecido gratuitamente, mas as pessoas que têm televisores de tubo ou de tela plana fabricados antes de 2010 deverão instalar uma antena digital e um conversor para poderem assistir à programação.

As famílias inscritas em programas sociais do Governo, como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e Tarifa Social de Energia Elétrica, têm direito ao recebimento de kit gratuito com antena, conversor e controle remoto. No total, mais de 700 kits já foram entregues e há cerca de 550 mil ainda disponíveis.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota11.10

 

Mais dez feirões digitais serão realizados no estado do Rio de Janeiro no próximo sábado (14), para permitir a compra e retirada de kits para a instalação da TV digital. A Região Metropolitana está na reta final para o desligamento do sinal analógico da TV aberta, marcado para 25 de outubro.

A ação tem como objetivo facilitar o acesso da população aos equipamentos que possibilitam que televisores antigos recebam o sinal digital. Além de encontrar aparelhos de TV digital e conversores a preços mais acessíveis, a população poderá tirar dúvidas sobre o desligamento do sinal analógico de TV.

A expectativa é que 1,5 milhão de kits sejam comprados até o fim da campanha. Outros 1,2 milhão de kits serão doado para quem está inscrito em algum dos programas sociais do Governo Federal. Para saber quem está incluído, o ideal é ligar para o número 147 e informar o CPF.

“A ideia dos feirões é que as pessoas que não estão inscritas nos programas sociais consigam comprar o kit com desconto e parcelamento e entrem logo para mundo da TV digital”, explica o diretor de Projetos Especial da Globo, André Dias.

 

Confira os locais e horários que acontecem os feirões:

 

  • Shopping São Gonçalo (Av. São Gonçalo, 100, Boa Vista, São Gonçalo – Rodovia Niterói-Manilha km 8,5) - Horário: 10h às 22h

  • Bangu Shopping (Rua Fonseca, 240 - Bangu, Rio de Janeiro) - Horário: 10h às 22h

  • Shopping Grande Rio (Rua Maria Soares Sendas 111, São João de Meriti) - Horário: 10h às 22h

  • Caxias Shopping (Rodovia Washington Luiz, 2.895 - Duque de Caxias) - Horário: 10h às 22h

  • Mercadão de Madureira (Av. Min. Edgard Romero, 239 - Madureira, Rio de Janeiro) - Horário: 9h às 17h

  • Calçadão de Campo Grande (Rua Cel. Agostinho - Campo Grande, Rio de Janeiro – RJ) - Horário: 9h às 16h

  • Calçadão de Duque de Caxias (Rua José de Alvarenga - Centro, Duque de Caxias) - Horário: 9h às 16h

  • Calçadão de Nova Iguaçu (Avenida Governador Amaral Peixoto - Centro, Nova Iguaçu) - Horário: 9h às 16h

  • Maricá - Rua Abreu Rangel, Centro - Horário: 9h às 16h

  • Petrópolis - Rua do Imperador, Centro - Horário: 9h às 16h

Publicado em NOTÍCIAS

Nota06.10

 

O Rio de Janeiro vai ganhar novos feirões para permitir a compra de kits para a instalação da TV Digital. Na reta final do desligamento do sinal analógico da TV aberta na Região Metropolitana do Rio, que ocorre no dia 25 de outubro, a compra do kit (com conversor digital, antena e controle remoto) ganhou novos endereços no próximo fim de semana, como o Calçadão de Nova Iguaçu e de Duque de Caxias. Participam ainda do mutirão, que permite descontos e parcelamento facilitado, o mercadão de Madureira, o calçadão de Campo Grande e os shoppings Bangu, Grande Rio, Caxias e São Gonçalo.

A partir do dia 25 de outubro, apenas o sinal digital vai chegar às casas de 19 municípios do estado: Rio de Janeiro, Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá.

A expectativa é que 12 milhões de pessoas sejam impactadas com a mudança. A estimativa é que 1,5 milhão de kits seja comprado no Rio de Janeiro. Além disso, outro 1,2 milhão de kits será doado para quem está inscrito em algum dos programas sociais do Governo Federal. “A ideia dos feirões é que as pessoas, que não estão inscritas nos programas sociais, consigam comprar o kit com desconto”, disse André Dias, diretor de Projetos Especiais da TV Globo.

A emissora tem promovido uma série de eventos para auxiliar na instalação correta do conversor e permitir que a imagem digital seja recebida pelos moradores, com resolução seis vezes maior que a versão analógica.

Dias lembra que mais de 100 mil jovens já foram treinados no projeto Patrulha Digital, em parceria com o Senai, em todo o país. Para o Rio de Janeiro, ele cita a criação do Favela Digital, em parceria com a Central Única das Favelas (CUFA), que já treinou mais de 500 pessoas. “O objetivo é ajudar na multiplicação da informação. As pessoas retiram o kit e não sabem o que fazer. Por isso, pensamos na criação desses eventos que servem para apresentar a TV Digital, tirar dúvidas e dar treinamento. A ideia é multiplicar a informação”, conta.

Na próxima semana, a Globo vai iniciar uma campanha com porteiros no Rio de Janeiro para auxiliar na instalação da TV Digital.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota26.09

 

O sinal analógico de TV nas cidades de Salvador e Fortaleza, e outros 33 municípios do entorno, será desligado amanhã (27). O desligamento foi confirmado ontem (25) após a pesquisa do Ibope Inteligência, divulgada na reunião do Grupo de Implantação do Processo de Distribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired), mostrar que as cidades atingiram o percentual mínimo de 90% de cobertura do sinal digital nas cidades.

Em Salvador, a pesquisa apontou que 93% dos domicílios já contam com sinal digital. Além da capital, os 19 municípios do estado que vão ter o sistema analógico desligado são: Aratuípe, Cairu, Camaçari, Candeias, Dias D'Ávila, Itaparica, Jaguaripe, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Maragogipe, Nazaré, Salinas da Margarida, Santo Amaro, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Saubara, Simões Filho, Terra Nova e Vera Cruz.

Em Fortaleza e cidades do entorno, o levantamento revelou que 92% dos domicílios já contam com sinal digital e apenas 8% ainda têm sinal analógico, em um total de 830.991 domicílios na capital e 394.377 no entorno. Foram realizadas 1.078 entrevistas na capital e 1.260 no entorno. A pesquisa foi realizada entre os dias 13 e 23 de setembro.

Além de Fortaleza, o sinal também será desligado nos municípios de Aquiraz, Beberibe, Cascavel, Caucaia, Eusébio, Guaiúba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Pindoretama e São Gonçalo do Amarante.

Juazeiro e Sobral, duas outras cidades cearenses que também deviam ter os sinais analógicos desligados esta semana, não conseguiram alcançar o percentual mínimo de 90% de alcance do sinal digital.  O desligamento nessas duas cidades – que registraram 76% e 73% de abrangência do sinal, respectivamente – foi reprogramado para fevereiro de 2018.

Nas cidades em que o sinal analógico for desligado, os canais abertos irão apresentar na tela, durante 30 dias, uma cartela para que o telespectador seja informado do fim das transmissões analógicas.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota19.09

 

Dados divulgados pela entidade Seja Digital apontam que chega a 84% o índice de digitalização das casas na capital do Rio de Janeiro e 64% nos municípios do entorno, que terão desligado o sinal analógico no dia 25 de outubro.

De acordo com o presidente da instituição, Antônio Carlos Martelletto, a capital representa 54% do total de domicílios da região. Em Vitória, no Espírito Santo, o índice de digitalização alcança 85% e, no entorno, 69%.

Na avaliação de Martelletto, os números são "muito bons" e devem crescer rapidamente porque a distribuição de kits aumentou nas últimas semanas. “Tem uma influência muito grande na população de menor renda, que é o público afetado pela distribuição de kits”. 

A pesquisa foi realizada no Rio de Janeiro entre os dias 5 e 21 de agosto, com 2.877 pessoas na capital e em mais 18 cidades do entorno que também terão o sinal analógico desligado: Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá.

Em Vitória, a pesquisa foi realizada entre 8 e 21 de agosto e abrangeu 1.078 entrevistados na capital do Espírito Santo e 1.358 no entorno, incluindo Cariacica, Fundão, Guarapari, Serra, Viana e Vila Velha.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota18.09

 

A prefeitura de Limeira e a Seja Digital anunciaram o início da distribuição dos kits digitais gratuitos para a população do município. Os limeirenses cadastrados nos programas sociais do Governo Federal já podem consultar sobre a participação no programa no site sejadigital.com.br/kit ou pelo telefone 147.

É necessário ter o Número de Identificação Social (NIS) em mãos. Caso não esteja na lista, basta preencher o formulário com os dados de contato para que receba a orientação necessária sobre como preparar sua residência para receber o sinal digital de TV. Para receber o kit, o usuário deverá realizar o agendamento da retirada e escolher, inicialmente, entre três pontos de distribuição.

Os kits são compostos por antena digital, conversor e controle remoto. Os materiais são necessários caso o aparelho de televisão da residência for de tubo ou fabricado antes de 2010. Televisores de tela fina fabricados depois de 2010 precisam apenas de uma antena para TV Digital. A partir do dia 29 de novembro, a programação dos canais abertos de televisão será transmitida apenas pelo sinal digital, com imagem e som de cinema.

O prefeito Mario Botion colocou a estrutura do município à disposição para que seja possível atender a todos os beneficiados. Serão distribuídos mais de 30 mil kits. “Estamos sensíveis e atentos a tudo o que pode trazer benefícios para a população, portanto assim que fomos contatados, prontamente recebemos a Seja Digital”, destacou.

A gerente regional da Seja Digital em Campinas, Andreia Marques, realizou uma explicação técnica e destacou que a migração do sinal analógico de TV para o sinal digital representa um grande avanço tecnológico e coloca o Brasil no mesmo patamar de países como Japão, França e Estados Unidos. “Ao ser desligado, o sinal analógico de TV vai liberar a faixa de radiofrequência dos 700 MHz e permitir que as operadoras de telefonia móvel possam ativar a tecnologia 4G, que é mais veloz, tem melhor qualidade, e maior cobertura, inclusive em ambientes fechados.”

O processo de mudança em andamento no Brasil é inspirado na experiência do Reino Unido, com a distribuição de conversores para a população de baixa renda. De acordo com Andreia, esse modelo permite mais tranquilidade e sustentabilidade no momento da transição. Entre os benefícios do sinal digital, a gerente cita, além da qualidade da imagem, a inclusão. “Com todas as residências devidamente adaptadas, haverá mais acesso a recursos como a tradução simultânea da programação para Libras e audiodescrição”, frisou.

Ao final do evento, Botion recebeu um kit como presente da Seja Digital. Ele agradeceu, mas pediu licença para fazer uma doação ao próximo limeirense que fizer o agendamento no site da organização.

Publicado em NOTÍCIAS
Página 1 de 21